Bruxaria no cinema – 5 filmes sobre bruxas e feitiçaria

Bruxaria no cinema – 5 filmes sobre bruxas e feitiçaria

Eu não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem!

Avô Pepe

As bruxas estão por ai. Boas ou más, essas mulheres poderosas são parte do nosso conjunto de arquétipos ancestrais. Sejam as velhas senhoras que moram nas florestas, donas de conhecimentos ancestrais, sejam as meninas californianas que se metem com o desconhecido – e fazem suas inimigas perderem todos os fios de cabelo, o cinema já usou e abusou das filhas de Hecuba, hora como adoradoras do Baphomet, hora como filhas da natureza incompreendidas pelo mundo masculino.

Nessa Lista, vou elencar meus 5 filmes de bruxas favoritos para quem estiver afim de realizar um Sabbath cinematográfico. Bora:

1º A bruxa

A BRUXA é aquele tipo de filme que vira clássico instantaneamente. Denso, assustadoramente bem filmado, com um elenco para lá de competente e um dos finais mais deliciosos e tesudos do cinema de horror, esse filme é cheio de significados e leituras possíveis. Um verdadeiro conto de fadas do medo! Para os apreciadores de filmes profundos, brutais, com aquele toque de arte. Essa delicinha esta disponível no Netflix.

IMDB link


Definitivamente já fomos infinitamente menos caretas – e esse filme é uma prova! Häxan – a bruxaria através do tempo, vindo diretamente dos anos vinte, é um filme mudo sueco que fala sobre como a casa as bruxas foi uma desculpa da igreja – e da homarada – para cagar na cabeça das mulheres, das pessoas com deficiências mentais e doenças psiquiátricas. Essa belezinha, apesar da idade, está repleta de putaria, violência gráfica e perversão. Para curiosos de estômago forte e gosto requintado.


Amiguinhos, quando eu era mais moleque, só de imaginar a cara da Angelica Huston nesse filme, eu já me cagava. A convenção das Bruxas é uma comédia de terror britânica que fez a infância de muita gente. Com uma boa dose de sustos, uma puta elenco carismático e talentoso e um ótimo exemplo de “bem contra o mal” que ainda faz a cabeça da molecada, esse filme fez muita gente se esconder para fugir daquela tia estranha que – com certeza – era bruxa… e também dar um abraço gostoso na – também bruxa – Vovó. Para quem ta buscando algo mais leve, mas ainda quer ter um medinho bom a noite – acompanhado de um leite com chocolate, porque ninguém aqui é otário.

Ps: Rumores apontam para uma possível refilmagem rolando nas mãos de Alfonso Cuarón e Guilhermo del Toro… ansioso?


Mais um filme doente de um diretor conhecido pelo seu “exotismo”. The Devils, do sacro santo Ken Russel, é a historia – baseada em fatos reais – de um padre que, por não conseguir controlar a vontade de abaixar as calças, é condenado a fogueira por bruxaria. Com um clima ultra depravado, cheio de nudes, sexo, freiras aleijadas e imagens surreais, esse é daqueles filmes que TEM QUE VER! Para os amantes do bizarro e para quem tem uma quedinha pela blasfêmia.


Eu não morro de amores por tudo o que o Rod “white” Zombie faz – nem na musica, nem no cinema, mas esse é um filme bem legal. A blasfêmia come solta enquanto acompanhamos uma DJ que na realidade é uma espécie de reencarnação de uma bruxa ancestral. Com um clima setentista bem bacanudo e uns efeitos especiais práticos que dão gosto de ver – pelo menos para o meu mal gosto, esse é para quem ta procurando alguma coisa da safra nova e sempre desconfiou que o metal extremo era, na verdade, uma par de cantos de invocação do Asmodeus.


Essa é minha lista, seus dementes! Se você acha que eu esqueci alguma preciosidade, ou quer discordar do meu – péssimo – gosto, fique a vontade para comentar, mandar email ou sinal de fumaça…

E lembrem-se, boas ou más, elas estão por ai….

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Close Panel